terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Gerês - diário de uma viagem II


Na viagem que realizei, em Dezembro, houve dois aspectos que recordarei sempre: o constante murmúrio da água e a explosão de cores, nas estradas, nos campos, em singulares folhas que andavam pelo ar. Um convite constante à tranquilidade, à preservação, à meditação.








2 comentários:

Sandra disse...

O Gerês é, de facto, um local privilegiado para se viver a Natureza. Gosto muito das fotos. Do verde intenso. Do vermelho-baga. Dos amarelos-outono...

indulging myself disse...

Lindo. Sinto o vento frio na cara e oiço a água.