segunda-feira, 4 de julho de 2011

Pedro e Inês II


O Teatro O Bando apresentou, no CCB, Pedro e Inês, a partir do texto Inês Morre, de Miguel Jesus. A encenação esteve a cargo de Anatoly Praudin e a interpretação de Estevão Antunes, Helena Afonso, Horácio Manuel, Ivo Alexandre, Miguel Borges, Sara de Castro e Susana Blazer.
No prefácio da obra adaptada, Anabela Mendes escreveu O infortúnio dos amores de Pedro e Inês deixou de ser uma história de paixão e tragicidade, prosseguindo o seu trajecto como um factor de compensação decifrado (mortos de verdade mas sempre vivos), através da qual são inquiridas: a sede íntima pelo poder, a justiça que nunca é justiça, a inocência que se oculta na perversidade, a solidão que não vislumbra como se pode ser amado e ser feliz.









1 comentário:

indulging myself disse...

Mais do que a peça em si, estas fotografias são muito fortes.