segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Inua

Este espectáculo é uma adaptação livre do conto inuit A Mulher Esqueleto. É uma metáfora do nascimento da mulher, em que através de uma dança macabra, uma mulher oscila entre a vida e a morte, entre a mulher e o cavalo (Arto).









(Criação, Direcção Artística e Interpretação de Netty Radvanyi, Manipulação de Marionetas de Karem Blum, Cenografia de Pauline Phelouzat, Música de Florence Caillon, Produção de Mariana Rocha)

1 comentário:

Olhar Lunar disse...

Gosto muito desta série e da da Sé Velha.
Velho abraço.